Instagram
“Sou escritor por acidente. Sou poeta por recuperação. Em cada verso feito: um amor, uma dor. Uma ilusão, um desastre. Uma ausência, uma lembrança. Um passado, um presente, um futuro, uma historia. Uma vida, uma esperança. Cada um com sua marca inspiradora. As alegrias talvez sejam imaginárias, mas a tristeza é a realidade. O acidente me deixou essa lesão… Sou um mistério que eu tenho que desvendar, sou um poço profundo esperando alguém pra mergulhar…”
Joab feat. Johnny.  (via indeferindo)


“Três pedrinhas de gelo no coração. Será que isso é suficiente para a gente começar a sentir menos?”
Clarissa Corrêa.   (via sensificar)


“Quero 24 horas de amor contigo. Mas não estou falando só de sexo, mas amor de falar baixinho de baixo dos lençóis. De tomar banho juntos e dividir a mesma toalha. Amor de ir pra cozinha e nos divertir preparando algo de bom pra comer. Fazer brigadeiro e assistir sessão da tarde. De pedir uma pizza e comer a luz de velas. De ficar discutindo os nomes dos nossos filhos e os programas que vamos fazer quando estivermos velhinhos. Amor de beijos intermináveis, abraços longos e trocas de olhares e sorrisos. É, 24 horas vai ser pouco tempo para tantos planos para uma vida inteira.”
Carlos Adriano (via despoetizador)

“Só queria cinco minutos da sua real atenção… Que por um segundo do seu dia, eu fosse a pessoa mais importante da sua vida. Espero sempre que ao anoitecer, você desperte o meu sono e passe uma madrugada divertida comigo. Não peço muito, nem tudo o que você tem… Só queria um pedacinho seu ou um espaço no seu coração, talvez. Essa história é tão mal resolvida em nossas vidas, mas tão firmes em nossos corações. Amor infantil, adolescente e agora, maduro. Quem diria que meu caminho iria cruzar com o seu de novo. Quem diria que sua vida se transformaria de novo na minha. O medo do novo velho amor me deixa paralisada da mesma forma que fiquei quando eu era uma sonhadora. Espero que acredite, espero que sinta que é real e que nem por um minuto eu deixo de pensar em você. Acredite em nós, na nossa história e que podemos ter um futuro lindo junto, por mais que existam inúmeras diferenças… Sabemos que no amor não existe empecilho e muito menos problemas. O amor transforma, realiza e faz duas pessoas se tornarem melhores juntas. Eu sei que ainda é cedo para te dizer que eu te amo e que largaria tudo para estar sempre agarrada em seu corpo e presa em seus braços… Mas, eu espero que isso dure!”

5 months ago / 0 notes / reblog
“O amor é uma paz que perturba.”
Fabrício Carpinejar   (via nevou)

“Entre copos, um som alto e uma multidão considerável… Ela se destacava. Procurava preencher em uma dose e outra, o que jamais conseguiria achar ali. Corpos em corpos, beijos roubados, trocados e copos derrubados. Nas fotos, os sorrisos eram os melhores e sempre tinha companhia de sobra. Porém, nenhuma noite dura mais que a outra e ao acordar em mais um dia que teria uma ressaca horrível e uma dor de cabeça que a acompanharia por mais três dias, ela se sentia vazia. Nada, nada era perdurável ou permanente. Acordava sozinha, dormia sozinha e vivia sozinha. A vida foi dura com ela, o amor brincou tanto que a machucou. Fechada num mundo impróprio e singular, guardando as dores mais profundas e os traumas inaceitáveis, ela tentava sempre seguir em frente. Jamais se lembrando daquele passado que por tanto tempo foi presente e esquecendo-se do passado distante que sempre foi bom e que se tivesse coragem desde o início não teria passado por tanta dor e desilusão. Lá, quando o amor era uma coisa nova, quando não tinha nenhum arranhão e que tudo eram flores sim, encontrava-se ele. Ele, que de certa forma jamais saiu do lado dela, que esperou, suportou e que em momento algum deixou de cultivar - por menor que seja - aquele sentimento que era tão desconhecido, porém, tão aguardado. Ele sempre querendo o bem, mostrando que a vida é bela sim, que algumas coisas podem dar errado no caminho, mas, isso não quer dizer que até o fim da história você não será feliz. Ela, durona, provocativa e abusada… Afrontava, brigava, gritava e não queria saber. Ele, ele sempre lá, por mais longe que tivesse que ficar. O destino deu uma volta, a vida teve que dar uma surra pra ela aprender que com o amor de verdade não se brinca, não se afronta, não desacredita e que sempre volta. Não importa quanto tempo passe ou quantas pessoas passem pela sua vida… Se for amor, daqueles que te deixam ser ar e com as pernas bambas, pode ter certeza que é de verdade e volta, sempre volta. Ela aprendeu, talvez, uma lição só… Mas, com o passar dos dias, é acordada pra realidade junto dele e percebe que não existe vida sem amor, que nem todos os tipos de bebida podem preencher aquilo que só pode ser completado por alguém que te ama e que está disposto a viver com você. Como num quebra cabeça, ela quebrou quase o corpo inteiro, mas, aprendeu a valorizar aquele que ela sempre vai poder chamar de seu. E ele, ali… Esperando por ela, acreditando nela e aceitando ela por mais que esteja cheia de ferimentos, cicatrizes e com um passado não tão mais bonito quanto ao no dia em que ele, por acaso, encontrou ela procurando - de uma forma cega - aquilo e aquele que sempre esteve na frente dela.”